kaspersky

Malware cresce 38% e phishing ultrapassa um milhão em Portugal

Cibersegurança Notícias

O ano de 2020 começou com uma pandemia que trouxe consigo novos desafios a todos os níveis. Sem excepção, o panorama das ciberameaças também foi afectado pelos novos modos de vida e pela novas estruturas das empresas, com colaboradores à distância e uma maior dependência do online. De acordo com os especialistas da Kaspersky, nos meses de Fevereiro e Março, os ataques de malware em Portugal aumentaram cerca de 38%. Quanto aos ataques de phishing, a Kaspersky bloqueou mais de um milhão e meio entre Janeiro e Abril, um aumento de 25% face ao mesmo período em 2019

Portugal continua a registar um crescimento no número de ataques de malware e phishing. Com as medidas impostas durante o estado de emergência, o teletrabalho passou a ser uma realidade para a maioria das empresas, bem como o comércio online que, devido ao encerramento das lojas físicas, converteu-se na única solução para os consumidores possam continuar a adquirir bens e serviços.

Contudo, a Covid-19 veio acentuar também uma maior utilização e pressão dos recursos online, disponibilizados não só por empresas aos colaboradores, mas também por instituições de ensino aos alunos, com o objectivo de permitir o trabalho e a educação à distância. Mais pessoas passaram a trabalhar remotamente, nem sempre utilizando a protecção adequada para os seus dispositivos. Para além deste cenário, com a migração dos serviços a nível global para o online, cresceu também o interesse dos hackers em tirar proveito desta realidade.