Panda Security renova conselho consultivo

Cibersegurança Notícias

A Panda Security renova o seu conselho consultivo e integra Luis Miguel Gilpéres e Pedro Solbes.

Luis Miguel Gilpéres, director do sector de telecomunicações que presidiu a Telefónica Espanha entre 2011 e 2018, e Pedro Solbes, segundo Vice-Presidente e Ministro da Economia e Finanças entre 2004 e 2009, entre outros cargos, integram o conselho consultivo da Panda Security do qual também faz parte Óscar Fanjul. O Conselho Administrativo da Panda Security é formado por José Sacho, Jaime Bergel e Juan Santamaria (CEO).

Gilpérez deixou a presidência da Telefónica Espanha em Fevereiro de 2018, após sete anos à frente da empresa. Desenvolveu toda a sua carreira na operadora de Telecomunicações, à qual chegou em 1981. De 2006 a Setembro de 2010, foi responsável da área de negócio móvel na Telefónica América Latina e posteriormente CEO da Telefónica no Brasil. Foi pioneiro dos produtos convergentes em Espanha e da eliminação dos subsídios  para terminais móveis, duas ações que consolidaram a base de clientes da operadora em Espanha.

Por sua vez, Solbes traz a experiência institucional europeia e espanhola – na UE como Comissário dos Assuntos económicos e monetários, e em Espanha como vice-presidente económico – fez parte do Governo espanhol, sendo reconhecido pelo crescimento económico, pela criação de emprego, pelo superavit nas contas do Estado e pelo controlo da dívida pública. De 2001 a 2011 foi membro do Conselho de Administração da empresa de energia elétrica italiana Enel, proprietária da Endesa e, atualmente, também é membro do Conselho Consultivo do Banco Privado La Caixa.

A ideia da empresa com a integração de Gilpérez e Solbes no Conselho, coincidente com o habitual ciclo de renovação, a cada quatro anos, é rodear-se de personalidades com elevada experiência e diferentes perspetivas do mercado para ajudar a Panda Security a orientar a sua proposta de valor no segmento Enterprise, no qual se prevê continuar a crescer a um ritmo anual de 35%.

Com uma presença global, sendo a Europa e a América os seus principais mercados, este ano a Panda planeia aumentar o crescimento até 14% relativamente ao ano passado, o que, com estas taxas de crescimento, lhe permitirá chegar a 100M$ de facturação dentro do plano trianual em vigor. 85% da faturação é proveniente do mercado internacional, com um crescimento significativo no maior mercado, o americano.