SAP focada na eliminação da contrafacção de medicamentos

Cibersegurança Saúde Supply Chain

A SAP anunciou a disponibilidade geral do SAP Information Collaboration Hub for Life Sciences, um hub de tecnologia blockchain que ajuda a eliminar produtos de contrafação ao longo da cadeia de fornecimento da indústria farmacêutica, enquanto opção para o mercado norte-americano.

O hub foi desenhado para autenticar as embalagens farmacêuticas que são devolvidas aos distribuidores, pelos hospitais e farmácias, e destinadas a serem revendidas. Os distribuidores dos EUA recebem anualmente perto de 60 milhões de devoluções, cujo valor se estima representar cerca de 7 mil milhões de US dólares.

A solução baseada em blockchain ajuda os clientes a cumprir o decreto-lei de segurança da cadeia de abastecimento de medicamentos dos EUA (DSCSA), que exige que, a partir de Novembro de 2019, os distribuidores verifiquem os medicamentos prescritos, que foram alvo de devolução e previstos para revenda. Esta medida pretende proteger os consumidores de medicamentos falsificados, contaminados e furtados.

O novo software permite que os clientes verifiquem o código do produto, lote, data de validade e um número de série exclusivo, integrado no código de barras, face aos dados dos fabricantes, que estão armazenados na blockchain. O software foi desenvolvido em co-inovação com a AmerisourceBergen, Boehringer Ingelheim AG & Co. KG, GlaxoSmithKline plc e Merck Sharp & Dohme, entre outras.

“Este produto de Blockchain suporta a necessidade do sector na procura por um registo imutável e partilhado, evitando muitas integrações complexas”, esclarece Oliver Nuernberg, chief product owner, das soluções SAP for Life Sciences da SAP.