Cibersegurança: Águas do Norte vai ter centro de operações de segurança

Cibersegurança Notícias

A Águas do Norte foi identificada pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) como um operador de serviço essencial no sector do fornecimento e distribuição de água potável, de acordo com a legislação em vigor.

Para atingir o nível de segurança compatível com o serviço que presta, a Águas do Norte candidatou-se ao programa Connecting Europe Facility – Telecom, para apoio ao desenvolvimento de capacidades operacionais na área da cibersegurança e implementação da Directiva SRI. Concluído este processo, “foi aprovada a atribuição de um incentivo não reembolsável de 75% das despesas elegíveis, num projecto que se prevê ter um custo global de cerca de 300 mil euros”, aponta a Águas do Norte.

O plano de cibersegurança em água (WCSP), “visa proteger toda a rede e infra-estrutura de Águas do Norte, a fim de garantir a continuidade dos serviços de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais”. Como resultado desta acção, a Águas do Norte “poderá contar com ferramentas inteligentes para lidar com a maior parte da monitorização de eventos e resposta a incidentes”. Segundo avança, “a próxima geração sistemas de segurança terá tecnologia de auto aprendizagem incorporada, com capacidade de reconhecer padrões de eventos e bloqueios automáticos de ameaças”.

Através deste plano de cibersegurança, pretende-se assim “criar um Centro de Operações de Segurança (SOC) com base nas plataformas SIEM (Security Information and Event Management) e inteligência cibernética artificial (AI)”. Esse sistema “deverá monitorizar todo o ecossistema, identificando e adaptando-se continuamente às ameaças cibernéticas mais evoluídas, melhorando as capacidades técnicas e operacionais da Águas do Norte”.

Essa solução deverá também  “ter a capacidade de fornecer informações relevantes para as partes interessadas em segurança cibernética, nacionais e internacionais”. Consequentemente “espera-se que a maturidade da segurança tecnológica da Águas do Norte aumente em coerência com a aposta estratégia que esta Concessionária do sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento do Norte de Portugal tem vindo a implementar no âmbito da digitalização dos serviços”.