Glintt e HealthySystems fecham acordo

Cibersegurança Notícias

A HealthySystems anunciou, esta semana, que assinou, a 21 de Julho, um acordo de parceria com a Glintt, através do qual esta passa a deter 51% do capital social da HealthySystems.

Esta parceria estratégica “contribui para uma oferta diferenciada e completa das necessidades da saúde digital do sector público e privado em áreas nas quais a HealthySystems se diferencia, nomeadamente cibersegurança, protecção de dados e integrações dos sistemas de informação, aliadas às actuais soluções integradas de gestão clínica e hospitalar da Glintt, internacionalmente reconhecidas”, refere.

Desta forma, é expectável que novas oportunidades surjam para a expansão da HealthySystems dentro do universo do grupo Glintt, noutras geografias, bem como novos mercados, consolidando desta forma o seu know-how.

A HealthySystems é uma spin-off da Universidade do Porto, conta com profissionais com experiência em várias áreas da informática, tais como, cibersegurança, protecção de dados, integração de sistemas de informação na Saúde (profissionais certificados em Mirth), National Standards Body (membros do IPQ), Certificação ISO 9001:2015, ITIL 2011 Foundations in IT Management e membros da HL7 Portuguese Affiliate Chapter.

A HealthySystems tem como co-fundadores Luís Antunes (criptografia e RGPD), Eduardo Correia (segurança informática) e Ricardo Correia (integrações e SI saúde).

A HealthySystems conta entre os seus produtos e serviços com o HS.Register, uma tecnologia que visa criar um registo de auditoria único para instituições de saúde agregando eventos heterogéneos que colectam logs de diferentes origens (por exemplo, syslog, log4j, HL7, logs do servidor web). Esta solução está em linha com o perfil IHE-ATNA (Audit Trail e Node Authentication) e permite realizar processos de auditoria complexos que cruzam diferentes sistemas de forma integrada, bem como diagnosticar problemas que neles ocorrem utilizando uma única aplicação web.

O HS.HELIOS que actua como um sistema de centralização das transmissões de dados clínicos e demográficos realizadas nas instituições de saúde, permitindo a extracção de métricas relacionadas com as integrações dos Sistemas de Informação de Saúde de diferentes fornecedores. Realiza ainda a verificação da integridade semântica das mensagens HL7 e monitorização em tempo real das integrações em produção.

Além disso recorre a algorítmos de pseudo-anonimização e auditoria, avaliação de impacto de privacidade e especialistas em RGPD.