Fórmula 1 já escolheu fornecedor de serviços de cibersegurança global

Cibersegurança Notícias

A Herjavec é a empresa escolhida pela organização da Fórmula 1 para prestar serviços de cibersegurança. O anuncio foi feito na passada semana pelo chefe de infra-estrutura de IT da Fórmula 1, Chris Roberts.

A Herjavec irá responder pela cibersegurança da competição de automobilismo mais prestigiada do mundo fornecendo suporte em três áreas críticas.

A primeira área será a protecção ao Centro Técnico de Eventos de Fórmula 1, prostando serviços de segurança geridos que incluirão inteligência contra ameaças e análise cibernética. Esses serviços serão implementados para proteger as operações das provas, ricas em dados, enquanto a competição viaja de país em país.

Este ano, o Centro Técnico de Eventos da Fórmula 1 fará “pit stops” em 22 países diferentes. A Herjavec terá a tarefa de proteger os dados da corrida em tempo real, registos de eventos de segurança e informações de inteligência de ameaças geradas em cada local de corrida.

A segunda função da empresa será fornecer à Fórmula 1 serviços detecção de ameaças 24 horas por dia para manter seguras as suas operações corporativas, plataformas digitais e activos de missão crítica.

Usando a infra-estrutura do seu Centro de Operações de Segurança (SOC) remota baseada na cloud e com redundância geográfica, a Herjavec fornecerá gestão 24 horas por dia, 7 dias por semana para capturar e enfrentar ameaças emergentes que visam a infra-estrutura crítica da Fórmula 1.

Os outros serviços de segurança que a Herjavec se comprometeu a fornecer incluem a resposta a incidentes, testes de phishing, gestão de vulnerabilidades e engenharia de segurança.

A terceira área será oferecer conhecimento e orientações para ajudar a Fórmula 1 a melhorar sua postura geral de segurança. As principais iniciativas cibernéticas que a Herjavec pretende lançar abordarão o planeamento de segurança, conformidade com o padrão PCI, arquitecturas, privacidade, planeamento de emergência e gestão de identidade e acesso.

“As corridas estão no ADN do Herjavec Group e é uma analogia clara para o trabalho que fazemos como especialistas em segurança cibernética. É preciso estar focado ao conduzir um carro a 200 MPH, porque se olharmos para a esquerda ou para a direita, perderemos o controlo”, diz Herjavec, fundador da empresa.

Se gosta desta notícia, subscreva gratuitamente a newsletter da Security Magazine.

pub